sexta-feira, 26 de abril de 2013

PARAIBANO: PROFESSORES FAZEM MANIFESTO NA PRAÇA DE EVENTO SÉRGIO COÊLHO

Ato público dos professores na praça de eventos de Paraibano-MA
Foto: Amaury Carneiro

Prof. Amaury Carneiro

Faixas e cartazes com as frases “Amigos da educação: pelo piso salarial digno” e “A melhor arma para erradicar a pobreza e a miséria neste País é a educação”, marcaram a mobilização do magistério estadual e municipal na manhã de ontem quinta-feira (25) em Paraibano. Alguns Professores trocaram a sala de aula pela praça, em defesa do Piso Nacional para os profissionais do magistério estadual e municipal. As escolas da rede municipal com apoio da secretaria municipal de educação e prefeitura municipal, suspenderam as atividades para acompanhar o manifesto.

A paralisação nacional aconteceu durante três dias (23, 24 e 25 de abril). Após esta data, os professores da rede municipal de Paraibano, voltaram ao trabalho normal, enquanto os professores da rede estadual do Maranhão permanecem em greve por tempo indeterminado.


Prof. Geralda e Amaury Carneiro discursando
O ponto fraco da manifestação pública desta quinta-feira, foi a baixa participação dos professores do município, uma decepção, no universo de mais de 300 (trezentos) professores, pouco mais de 50 marcaram presença, esses estão de parabéns, os demais foram desleais com a categoria, (com exceção daqueles que não puderam participar por motivo de doença), pois não tem coragem de lutar pelos seus direitos assegurados por lei. Por que será? Será que não conseguiram o cargo que ocupam pelos seus próprios méritos? Vai saber!!

Durante o ato houve pronunciamento da professora Geralda, presidente do sindicato dos professores núcleo Paraibano, explicando o motivo da paralisação e da greve na rede estadual, também se pronunciaram em prol da classe,  os professores Carlos Henrique, Simonia e Amaury Carneiro.


O principal objetivo da paralisação é a luta por melhores condições de trabalho da categoria e implantação do piso nacional. Os professores da rede estadual lutam pela aprovação do Estatuto do Educador, dentre outras reivindicações.

A paralisação nacional foi realizada pelo CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e seus sindicatos filiados para debater com a categoria e a sociedade brasileira a importância da valorização dos/as trabalhadores/as em educação para a conquista do direito à educação de qualidade.

NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”


2 comentários:

  1. Maria Antonia Será por que é professor é porque não passaram no concurso foram botados a grande maioria, alguns é porque já estam em fim de carreira, como vc disse no seu discurso "pena que quando tem um aumento é pra todos" abraços

    ResponderExcluir
  2. ABAIXO O PISO PIRATA DO MEC! AJUIZADA AÇÃO JUNTO AO STF PARA O MEC COMPLEMENTAR O VALOR DO PISO CONFORME A FÓRMULA DO ARTIGO 5º DA LEI DO PISO – CERCA DE 100 PROFESSORES DE VÁRIOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS SÃO AUTORES DA RECLAMAÇÃO Nº 16013 – CONCLUSA PARA DESPACHO DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA A ESPERANÇA ESTÁ VIVA PORQUE A ESPERANÇA ESTÁ EM LUTAR - Matéria completa em:http://valdecyalves.blogspot.com.br/2013/07/abaixo-o-piso-pirata-do-mec-ajuizada.html

    ResponderExcluir

COMENTE COM EDUCAÇÃO.