quinta-feira, 20 de junho de 2013

PROF. HILTON FRANCO É FERIDO DURANTE PROTESTO EM SÃO LUIS


Franco foi atingido por uma pedra na cabeça, mas passa bem
O manifesto e a nota sobre o professor foi veiculada hoje cedo no jornal Bom dia Brasil da TV Globo. (CLIQUE AQUI E VEJA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA DO BOM DIA BRASIL)

‘Pedi ajuda a polícia e fui encaminhado a uma equipe do Corpo de Bombeiros que se encontrava no pátio do Palácio dos Leões e me atendeu muito bem. Sangrou um pouco, mas ainda bem que não foi grave e já estou bem’, disse Hilton.

Além dos gastos com a copa do mundo, outro alvo das
críticas dos protestantes foi a oligarquia Sarney
Prof. Amaury Carneiro
O professor Hilton Franco, proprietário do site que leva o seu nome, foi atingido na cabeça ontem (19), durante protesto feito na capital do estado em frente ao palácio do governo, Franco, estava fazendo cobertura do evento quando foi atingido. Hilton franco, é nosso colega blogueiro e amigo de infância, posta em seu site notícias principalmente sobre o Maranhão e Paraibano sua terra natal.

Ao finalizar o trajeto da manifestação feito da Praça Deodoro à Praça Dom Pedro II na capital, a população em passeata se deparou com grades de proteção colocadas pela Polícia Militar em volta do Palácio dos Leões. Durante aproximadamente meia hora, a movimentação contava apenas com os manifestantes levantando os cartazes e fazendo reivindicações. Uma equipe organizada de pacifistas tentavam manter a ordem com um "cordão humano" feito em volta da grade, que teve a intenção de evitar um confronto violento. Stephany Pinho, uma das organizadoras que lideravam a passeata reclamou da atitude do comandante da polícia em não querer ouvi-la no momento. "Havíamos falado antes com O Secretário de Segurança do Estado e ele havia garantido que os policiais ouviria à nossa liderança antes de uma ação violenta por parte da PM neste momento", afirmou.

Mesmo com os esforços do grupo pacifista, algumas pessoas, muitos já alcoolizados entre eles, conseguiram, com atos violentos, derrubar a barricada da PM, o que levou a multidão a avançar e ocupar o pátio do Palácio, dando início à ação de repressão por parte da polícia. A cavalaria e sprays de pimenta foram usados para conter os atos de vandalismo e tentar dispersar a população que, por volta de 21h, já forçava os portões de entrada do Palácio. 


Pedradas, bombas de murrão, fogos de artifício e pichações contribuíram para a depredação dos prédios localizados na Praça, a exemplo da prefeitura e do Bradesco. O Palácio dos Leões também teve algumas janelas quebradas. Por conta do tumulto, várias pessoas que faziam parte da manifestação começaram a se dispersar. Muitos foram embora em um ato de repúdio ao confronto violento que ocorria entre policiais e radicais. A redação de O Imparcial identificou pouco mais de seis pessoas detidas. Apesar da confusão, em pouco tempo os atos violentos foram contidos e a cavalaria parou a ação de dispersão. Poucas pessoas permaneceram, mas a manifestação chegou ao fim com tranquilidade.

WWW.NoticiasdeParaibanoMa.com  Fonte / O Imparcial Online
“Aqui Você Faz a Notícia”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE COM EDUCAÇÃO.