quinta-feira, 25 de julho de 2013

PONTO DE VISTA SOBRE A VAQUEJADA DE PARAIBANO-MA



Amaury Carneiro

Com o intuito de melhorar ainda mais a vaquejada do nosso município, a partir desta quinta-feira (25/07), este blog abre espaço para os internautas opinarem sobre os pontos positivos e negativos da vaquejada de Paraibano-MA.

Dê sua opinião sobre as bandas musicais, camarotes, premiações, valores dos ingressos, da alimentação, das bebidas, rede hoteleira, receptividade aos turistas, divulgação entre outros itens.

As opiniões devem ser encaminhadas para os emails: paraibanonoticias@gmail.com e hilton_franco@hotmail.com, até dia 31 de julho.Posteriormente serão publicadas.

Participe.

WWW.NoticiasdeParaibanoMa.com  e site www.hiltonfranco.com.br
“Aqui Você Faz a Notícia”

6 comentários:

  1. Pena que gente da terra na bilheteria não foi valorizada, foi furtada, R$ 50,00 um ingresso pra um show de 2h em Paraibano não existe, só nessa administração mesmo que acham normal, normal é R$ 50,00 em Teresina pra ver 3 bandas de peso numa só noite (Magníficos, Mastruz com Leite e Limão com Mel), esse foi o maior absurdo de todos os tempos nas 28 vaquejadas de Paraibano, esse preço tirou o brilho dos brincantes, principalmente os do Aviões do Forró

    ResponderExcluir
  2. SUGESTÃO AOS VEREADORES E AO POVO DE PARAIBANO, ( Lei Orgânica Municipal)

    Se realmente a VERBA gasta na estrutura e organização da VAQUEJADA de PARAIBANO é publica ( Bolso do Povo), deveria ser melhor fiscalizada pelos vereadores do município. Vejo que eles tem o total poder para decidir com leis municipais os valores de ingresso dos SHOWS e a divisão entre os comerciantes locais, dos bares ou de qualquer outro tipo de venda no EVENTO. POR FAVOR VEREADORES, CRIE UMA LEI MUNICIPAL, PARA ADMINISTRAR E FISCALIZAR SO GASTOS COM O INVESTIMENTO PUBLICO NA VAQUEJADA, E UMA DIVISÃO DIGNA DE PARTICIPAÇÃO DOS COMERCIANTES LOCAIS NO REFERIDO EVENTO. Assim com certeza teremos uma festa popular mais transparente com a participação ativa do povo.

    ResponderExcluir
  3. Achei absurdo ver uma pessoa da organização oferecendo um boné da "Skol" e outro com a logomarca da vaquejada por 25 reais e depois por 50 reais, até nisso o objetivo foi apenas fim lucrativo em cima do patrimônio público, decepção total, a gana tava além limite, ou melhor, tava sem limite

    ResponderExcluir
  4. Pior que a do ano passado, na questão infraestrutura, falta de pavimentação, muita poeira, preços abusivos de ingressos e de bebidas dentro da casa de shows, tumulto na entrada dos shows, casa de show com poucas saídas de emergência, muita coisa improvisada, como buracos nas paredes da casa de shows, brita colocada às presas na entrada da casa de shows por causa da lama. Muita gente não quer saber de vaqueiros correndo atrás de bois nem de premiação recorde, querem mesmo é nos divertir nos shows e beber nos bares, sem poeira e lama nos pés. Tudo isso afugenta o turista e própria população da cidade e o reflexo como eu e muitos pôde perceber é que o público durante o período do dia foi muito menor do que em anos anteriores. Se engana quem pensa que os organizadores da vaquejada investirão tanto para a melhora da vaquejada de Paraibano, afinal de contas pra eles a vaquejada é para ganhar dinheiro não gastá-lo.

    PS: O link do seu email não leva ao seu email, por isso postei aqui.

    ResponderExcluir
  5. Pra que comentar você não publica, eu não sei o que é que vc deve ao Ari Furtado, vc é inteligente e nunca precisou ser colocado em concurso por eles, o que vc tem é pelo seu esforço pq eu sei... ACORDA AMAURY!!!

    ResponderExcluir
  6. João Airton Santos Porto
    A tradicional Vaquejada de Paraibano é, sem dúvidas, um dos maiores eventos do médio sertão maranhense. Entretanto, não pode ser chamada de festa popular. As festas populares são aquelas onde a população é a atração principal, participa intensamente como atração ou como organizadora da festa.
    Festa onde a grande maioria da população fica assistindo de longe, por cima do muro de uma elite endinheirada, não pode ser considerada popular. Aliás, a Vaquejada deste ano mostrou como a gestão municipal atual trata festa dita ‘popular’: como negócio particular. Fatos incontestáveis:
    01 – Todo o evento foi organizado por familiares ou apaniguados políticos da prefeita. O cartaz da vaquejada e a ‘nora negociadora’ de camarotes são a comprovação disto;
    02 – A Prefeitura esteve ausente do evento. Nenhuma Secretaria desenvolveu qualquer atividade própria de cada pasta, ou seja, nenhuma ação pública foi colocada à disposição da população ali presente. Nem mesmo as Secretarias responsáveis pelo evento (Cultura e Agricultura) deram a sua colaboração;
    03 – Os preços exorbitantes para o acesso ao salão de festas bem superiores aos praticados na última vaquejada. Sabe-se que o custo é alto, mas os valores devem ser calculados apenas para custear as despesas e permitir que o maior número de paraibanenses participe;
    04 – A falta de transparência nos gastos é uma marca tradicional e histórica da atual gestora. Quando se olha um evento como a Vaquejada, verifica-se o uso do dinheiro público em vários momentos... despesas com limpeza e reforma do Parque; com publicidade; com bandas e atrações musicais; prêmios aos vaqueiros; pessoal contratado, entre outras.... receitas com o aluguel de espaços (barracas, ambulantes, feirantes); pagamento de senhas; bilheteria das festas; patrocínios (vide o cartaz) entre outras. A Vaquejada de Paraibano é realizada com dinheiro público, em espaço público e, por isso, é necessário que a Prefeitura torne público a estrutura financeira das despesas e receitas, os contratos firmados com terceiros, os recursos recebidos do Estado do Maranhão ou da União, sob pena, de ser exigido pelo Ministério Público tais atos. Evento ‘popular’ exige isso. Tais informações devem estar postadas no sítio da Prefeitura (Lei n. 12.527) que, aproveitando a oportunidade, é ridículo, pois não informa nada.
    Infelizmente, é necessário, após a emoção das festas vaquejadianas, voltar à realidade de Paraibano e registrar a análise acima.
    Contudo, é bom lembrar, a vaquejada é um grande momento para reencontrarmos os amigos e de grande confraternização. O povo paraibanense mais uma vez mostrou a sua hospitalidade ordeira e não foi registrado nenhum incidente durante o evento.
    joaoairton@gmail.com

    ResponderExcluir

COMENTE COM EDUCAÇÃO.