quarta-feira, 27 de abril de 2011

Aprovada convocação de Olga Simão para esclarecer greve dos professores




27 de abril de 2011 às 10:16
POR JORGE VIEIRA- Jornal Pequno

A Assembleia Legislativa aprovou ontem dois requerimentos do líder do bloco da oposição, deputado Marcelo Tavares (PSB), convocando a secretária de Educação, Olga Lenza Simão, para prestar esclarecimentos sobre os problemas do setor educacional e vai encaminhar ofício ao Ministério Público Federal solicitando investigação sobre desvios de recursos do Governo Federal enviados ao Maranhão para socorrer flagelados das cheias de 2009.
A secretária de Educação, Olga Simão, terá que comparecer ao plenário para prestar esclarecimentos sobre a greve dos professores, dispensa de licitação para a contratação de serviços e ações que a pasta tem realizado para melhorar o nível do setor educacional do Estado. A data da convocação será definida hoje pela Mesa Diretora da Casa, após agendamento prévio.
A matéria foi aprovada contra os votos dos deputados Carlos Alberto Milhomem (DEM), Eduardo Braide (PMN), Fufuquinha (PSDB), Rigo Teles (PV), Dr. Pádua (PP), Vianey Bringel (PMDB) e Raimundo Louro (PR), que ficaram sem entender a atitude dos demais governistas que acompanharam a oposição.
O requerimento do deputado Marcelo Tavares (PSB) é muito amplo e vai permitir questionamentos diversos sobre temas que a bancada governista vinha tentando evitar, como por exemplo, as constantes denúncias de favorecimento de empresa através de dispensa de licitação.
Segundo Marcelo Tavares, os parlamentares terão a oportunidade única para discutir efetivamente a questão da Educação no Estado. Para ele, a decisão do Supremo Tribunal Federal que tornou obrigatório a implantação do piso nacional do magistério fortaleceu o sentimento dos professores em greve, que desejam agora unicamente a implantação do piso nacional.
A aprovação da convocação, que havia sido adiada semana passada por conta da sua ausência do autor da proposta, passou num cochilo da bancada governista. Até o autor da proposta ficou surpreso com a decisão da maioria dos presentes em plenário.
“Fiquei surpreso porque pensei que a bancada do governo iria votar contra a convocação, mas entendo que a inoperância da secretária de Educação está tão evidente que até a bancada do governo já desistiu de apoiá-la”, opinou Tavares.
 Noticiasdeparainaoma- Engraçado marcelo tavares agora é contra a greve dos profissionais da educação que lutam por melhorias salarias de direito, contrariando seu discurso da campnha eleitoral do ano passado, no qual um dos seus compromissos de campanha era pautado em favor da melhoria do setor educaional em todo o Estado. Portanto caros colegas professores lembrem disso, pois o ano que vem é novamente ano de eleições e ele irá até você para pedir novamente o seu voto para ele ou para alguém que irá apoiar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE COM EDUCAÇÃO.