domingo, 7 de maio de 2017

EMMANUEL MACRON VENCE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NA FRANÇA

Macron eleito presidente França
Emmanuel Macron, durante seu discurso de vitória neste domingo. Getty Images

Mundo
 
E a França disse não. A vitória de Emmanuel Macron nas eleições presidenciais francesas, um ex-banqueiro europeísta e liberal, freia a onda de descontentamento populista que triunfou em novembro nas presidenciais dos Estados Unidos e, antes, no referendo sobre o Brexit no Reino Unido. Liderando um novo movimento, o Em Marcha!, Macron derrotou de modo esmagador Marine Le Pen, que está alinhada com o presidente norte-americano Donald Trump e o russo, Vladimir Putin. Macron, que aos 39 anos será o presidente mais jovem da V República, se conectou com o desejo de novos ares e renovação moderada de milhões de franceses e se beneficiou da ampla rejeição que suscita o partido de sua rival, a Frente Nacional. Depois do Brexit e de Trump, não haverá Le Pen.

Macron conseguiu 65% dos votos e Le Pen, 35%, segundo as primeiras estimativas. É a segunda vitória mais ampla na história da V República, só atrás da de Jacques Chirac contra Jean-Marie Le Pen, pai de Marine, em 2002.

A história nunca se move em linha reta, nem servem os relatos que tudo abarcam, como demonstra a eleição francesa de 2017. No ano do populismo e nacionalismo, em sociedades em que o eleitor está cansado das elites, em um momento de ceticismo com o capitalismo de livre mercado e a ordem liberal internacional, de crise da integração europeia e de medo dos imigrantes e refugiados, a França adota outro caminho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE COM EDUCAÇÃO.