quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O DESCASO DA CAEMA COM A POPULAÇÃO DE PARAIBANO CONTINUA

Dona Joana e seu Elias moradores do bairro
substação, revoltados e
entristecidos 
com a falta
 d 'água em suas casas

Foto: Amaury Carneiro

Prof. Amaury Carneiro


total desrespeito com a população de Paraibano - Ma,  por parte da CAEMA  “ A PIOR EMPRESA DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA DO MUNDO” continua, já são mais de sete meses sem água em mais de 90% das residências da zona urbana. E depois do protesto ocorrido no mês de maio a situação piorou.


Mais uma vez moradores recorreram a este “canal” de notícias que trabalha em prol da comunidade, para expor suas indignações.


A última mentira que a Caema soltou foi a seguinte:


“Vamos ligar a rede dos poços artesianos direto nos canos de distribuição sem precisar passar para o reservatório, igual ao sistema de São João dos Patos e Sucupira do Riachão, acredito que no máximo em 15 dias todo o sistema estará funcionando 100%” . Disse o Coordenador de Operação Regional da Caema, ao blog, quinze dias atrás, ou seja, o prazo já expirou e mais uma vez a Caema iludiu o povo  Paraibanense.


É gritante a falta d’água em vários pontos da cidade, deixando boa parte da população aflita com o desabastecimento que tem causado diversos transtornos. A população que está há meses sem água está indignada e já existe alguns rumores de um possível protesto, segundo informações, será na entrada da cidade provavelmente  até o final do mês, de forma ordeira.

A revolta de alguns moradores aumenta por que as contas de água continuam chegando, apesar de o abastecimento estar irregular, além de ter que comprar água em caixas d’águas por preços exorbitantes.

 Fui até as casas de alguns moradores nos pontos mais críticos para ouvi-los:


Dona "Mariinha" retira até a torneira da tubulação,
na certeza de que água não virá tão cedo
 e Dona Maria Rodrigues, revoltada por está gastando
muito dinheiro comprando água
Foto: Amaury
 “ Não pude nem pagar toda a conta da mercearia de minha família, pois foi preciso tirar uma parte do dinheiro prá comprar água, sou pobre não tenho condição de comprar água toda semana, a pipa nunca andou nessa rua”. Disse irritada a aposentada Joana Ferreira, moradora da rua do Açude, no Bairro Substação, dona Joana, sustenta sete pessoas da família com um salário mínimo.

“Olha a situação da minha cisterna que construir para armazenar água, não tem nem um pingo e pelo jeito vai ficar assim por muito tempo, dinheiro para comprar água não tenho” Disse entristecido o Senhor Elias Gomes, morador da Travessa da Bandeira, também no Bairro Substação.

“Já gastei muito dinheiro comprando água, toda semana é quase duas caixas de mil litros, se não fosse meu filho, que mora fora pra me ajudar,  não sei o que seria” Relatou indignada principalmente com a governadora Roseana, dona Maria Rodrigues, moradora da Rua São José no centro.

“Aqui em casa sempre veio água, mas nos últimos meses retiro até a torneira, pois sei que a única coisa que vai passar pelos canos é vento” Desabafou a senhora "Mariinha" Saraiva, no centro da cidade.


Dona Jesus Carneiro, com as
contas da Caema nas mãos.
Já dona Jesus Carneiro, que mora na rua Clube de Jovens, mostrou as contas d’água da Caema que não para de chegar, diferente do líquido que não para de faltar.
             
“Os operários da Caema vieram aqui pediram para providenciar uma máquina para abrir um buraco e fazer a ligação direta dos canos sem passar pelos reservatórios, para pelo menos amenizar o problema, até que perfurem um poço de grande profundidade, a prefeita disponibilizou a máquina, o buraco está lá, e eles nunca mais apareceram para terminar o serviço” Disse um funcionário da Caema que pediu prá não se identificar.


Operários da Caema, religando os canos direto
na rede de distribuição o trabalho não foi
concluído por falta de material
A situação se agrava para pessoas de baixa renda, isto por que a maioria não dispõe de reservatórios para armazenamento. Portanto é necessária a busca de solução, pois a população paga suas tarifas, e, quando paga sem que receba água nas torneiras, isto caracteriza um prejuízo financeiro, onde muita gente precisa comprar água para beber e também realizar atividades domésticas. É preciso que se busque uma saída; a Caema, diz que a solução depende de diversas providências. Do outro lado, cabe aos governantes, principalmente o governo estadual em parceria com o municipal adotar medidas para que toda população receba água.

O descaso da CAEMA e do “desgoverno” de Roseana Sarney, com milhares de moradores e eleitores que lhe deram uma ampla maioria de votos nas eleições de 2010, aqui em Paraibano, é no mínimo vergonhoso, espera-se que os mesmos moradores cidadãos e cidadãs maranhenses não esqueçam disso nas eleições do próximo ano.
WWW.NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”

8 comentários:

  1. Eduardo . / eduardooliveira11@hotmail.com Com certeza a principal culpada é a governador da oligarquia q como vc professor costuma dizer assolar nosso estado na miséria, o pior amauri é q esse povo tem memória curta basta algum lider político local pedir pra eles votar em candidatos do sarney e eles tornam a votar e vão continuar a sofrer. Boa matéria parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Empresa do grupo Sarney, mal administrada como o estado!!!!Diga não a oligarquia Sarney!!!!! Em 2014, não vote em candidato do grupo Sarney!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Não só a Oligarquia que existe estado do Maranhão, como também na cidade de Paraibano.Grande parte da população tem mente "fraca" se deixam levar por propostas de pseudospolíticos que só prometem e prometem.
    Segundo esses "políticos", a responsabilidade pelo abastecimento de água não é deles(eles não tem nada haver com isso),pois por que em época de eleições sobem no palanque e faz o mesmo discurso de sempre??? - "vamos fazer poços e etc e etc.... gente vamos acordar também, pois grande parcela dessa culpa é nossa, que votamos nos mesmos políticos de sempre...vamos acabar com isso de ter medo de políticos...
    eles são como a gente,não são melhores...
    Indignação de um jovem de Paraibano.

    ResponderExcluir
  4. Jussara freira realmente a maioria do povo tem memória curta ano q vem é capaz de dar maioria para roseana de novo. Não se deixem iludir pelos lideres políticos locais, vamos mudar nossoestado para melhor como diz vc professor agora é Flavio Dino futuro governador do ma

    ResponderExcluir
  5. O Maranhão é o pior estado em todos os índices sociais desse país, é muito triste as Velhas raposas da política sungando o estado e o município , o povo não pode mais votar em hipócritas, espero que não esqueçam nas próximas eleições . CLODOMIR CAMPOS FREIRE

    ResponderExcluir
  6. È uma vergonha tudo isso, a Caema fica mentindo para a população, o que realmente eles deveriam fazer era eles suspenderem os talão enquanto eles resolvem essa falta de água isso amenizariam pelo menos um pouco essa situação. Paraibano não merece isso.

    ResponderExcluir
  7. O velho ditado já dizia:"Quem nasce para ser burro nunca chega a ser cavalo". Esse eleitorado alienado e "apaixonado" político da nossa cidade nunca que terá um surto sequer de sensatez na hora do voto, pois votarão em quem sua "paixão" política ordenar, isso mesmo mesmo, ordenar, ou no mínimo barganhar seu voto em troca de simpatia, uma caixa de remédios, um botijão de gás ou talvez uma conta de luz ou água ou até mesmo uma batidinha nas costas. A verdade é que o velho eleitorado dessa cidade parou no tempo e vivem na época do voto de cabresto.O que nos resta é orar para que essa nova geração de jovens ávidos por mudanças e com sede de revolução que ascende em nossa cidade não se contaminem com as doenças do passado, pois a hora de mudar é agora. Vamos mudar essa cidade, esse estado, esse país e quem sabe o mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Extremamente cabível o seu pensamento. Maduro, atual e cabível. redundância parabenizá-lo. Todavia a mudança está a caminho a passos de tartaruga. A velha guarda se move por paixão. E os jovens? Me censuro a falar. Distorcem os valores, constragem seus colegas com postagens de celular,desrespeitam seus pais e outras coisas não mencionáveis.Trabalha-se aqui com exceções.
      Infelizmente vivemos a era do 100. 100 rede(celular), 100 serviços bancários satisfatórios,100 água,etc. Deus abençoe minha cidade, e todos que nela habitam. E os políticos dela também. Merecem. São inovadores, atuantes e não páram de fazer a cidade se desenvolver.
      ( Desculpa-me a verbosidade!)

      Excluir

COMENTE COM EDUCAÇÃO.