quinta-feira, 16 de maio de 2013

A OLIGARQUIA EM DESESPERO


Flávio Dino, popularidade em alta preocupa
governadora Roseana

De volta ao século XIX

MaranhãodaGente.com.br


Mais uma semana de fatos simbólicos para quem deseja compreender as raízes do atraso maranhense.

Ao lançar um projeto que se dispôs a conversar com a população do Maranhão, a oposição passou a receber demandas de lideranças do interior do estado e da sociedade civil em geral. Abandonada pelos políticos tradicionais, a população se apropriou da agenda pública dos líderes oposicionistas.

O resultado todo mundo vê: nos municípios por onde passam, deputados federais, estaduais, vereadores, liderados pelo presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB) são recebidos pela população com ansiedade para falar dos problemas e entusiasmo para discutir as soluções possíveis.

Nada mais natural e até saudável para o processo democrático que segmentos da classe política se predisponham a conversar com a população, sobretudo fora do calendário eleitoral, quando em vez de candidatos, os homens públicos se colocam verdadeiramente como agentes das questões de interesse do estado.

Nada mais natural também que o êxito no movimento organizado pela oposição, gerasse uma reação do grupo político que controla os poderes hegemônicos no estado.

O problema é que em vez de lutar na mesma arena legítima, buscando igualmente dialogar com a população, o governo do estado resolve agir pelos mecanismos opostos, tentando censurar, perseguir e acima de tudo criar um ambiente hostil e beligerante para tumultuar o estado.

De volta aos tempos do velho coronelato provinciano:


As ações para censurar e perseguir líderes oposicionistas chegam a níveis de provincianismo que soariam inverossímeis aos olhos e ouvidos de quem não vive no Maranhão. Em Chapadinha, a governadora Roseana Sarney mobilizou aliados para, vejam-só, impedir que Flávio Dino recebesse o título de cidadão chapadinhense, proposto pelos vereadores do município.

A tentativa fracassou e a concessão do título a Flávio Dino foi facilmente aprovada na casa legislativa, que recebeu o presidente da EMBRATUR no último sábado (11) em movimentada sessão.

Mas a governadora não desistiu. Em Mata Roma, a prefeita do município que é do PMDB, partido de Roseana Sarney, foi orientada a antecipar a festa do dia das mães do domingo (12), para o sábado (11). A festa, que distribui prêmios como atrativo para a participação da população, foi antecipada para o mesmo horário da reunião do movimento Diálogos pelo Maranhão, que contaria com a participação de Flávio Dino. O objetivo, obviamente, era esvaziar o evento oposicionista.

No mesmo fim de semana, os meios de comunicação do grupo Sarney foram orientados a atacar o presidente do diretório municipal do PCdoB, Márcio Jerry.

Na pauta de ataques a Jerry, nada de denúncias possivelmente relacionadas a atividade pública do dirigente do PCdoB, que é secretário de comunicação da prefeitura de São Luis. Os jornais da família Sarney ficaram profundamente incomodados com o fato de Márcio Jerry ser usuário ativo das redes sociais, instrumento que é usado por políticos no mundo inteiro para fazer o que deveria ser a essência da atividade pública: comunicar para a sociedade.

NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE COM EDUCAÇÃO.